quarta-feira, junho 06, 2007

Habana Blues






há pessoas que passam na nossa vida e deixam marcas... podem apenas ter, isso mesmo, passado pelas nossas vidas e deixado as suas marcas, sem que delas se guarde uma grande afeição (por elas mesmas) mas uma grande afeição por aquilo que nos fizeram ver, por aquilo que nos mostraram. Ou seja, não por aquilo que foram enquanto pessoas, mas por aquilo que nos fizeram descobrir, ver!

Destas pessoas coleciono uma boa colecção de cromos... Cromos que recordo como donos de uma infindável sapiência que, conscientes ou não, me passaram. Acente em todas estas colectas de sapiências alheias vou construindo a minha vida.

"Si tu no te das cuenta de lo que vales, el mundo es una tonteria y vas dejando que se escape lo que mas querias" Kiko Veneno

De algumas conservo apenas uma leve lembrança. outras recordo com carinho e alguma nostalgia. Essas pessoas continuam hoje aí, perdidas pelo mundo... em alguma altura das nossas vidas: cruzamos-nos, trocámos impressões, sorrisos, situações, partilhámos.

Hoje andamos por aí... Por certo, algumas dessas pessoas me recordarão, como eu as recordo a elas...

Talvez tenham uma ponta de saudade dos momentos que partilhamos, ou não, isso não saberei, porque apenas conservo 'os de sempre'... os outros, 'se fueron a buscar la vida', como eu!
Talvez em alguma noite longa recordarão situações comuns e por breves instantes olharão para o infinito pensando: onde andarão, companheiros de outras causas...? A Vida é feita disto mesmo, encontros e desencontros!

"A Vida, amigo,
A Vida é a arte do encontro,
embora haja tanto desencontro nesta vida..."


Vinicius de Moraes

1 comentário:

Morgana disse...

Encontros e desencontros...
E tantos cromos coleccionados!