terça-feira, março 13, 2007

Porquê? Porquê?

Eis a pergunta que muitas vezes me faz a minha amiga Ella e que tantas vezes fica sem resposta...

Já há muitos anos que me é conhecido o 'fino gosto' de gostar de pessoas esquisitas (pelo menos aparentemente esquisitas, ou aparentemente normais que com o passar do tempo se revelam esquisitas), como diriam antigos companheiros de casa: - vi não sei quem na rua e disse logo, com esta pinta, a Mystic's deve conhecer!

Não sei explicar, tenho uma tendência natural para gente fora do normal, não por fora, gente fora do normal por dentro. Não sei, irrita-me a normalidade, a padronização e a regra só porque os outros a têm como regra!

As pessoas normais aborrecem-me, gosto delas... mas aborrecem-me! maçam-me, têm conversas desinteressantes, roçam o extremínio da minha paciência. E a minha capacidade de abstração é tão grande, que consigo estar horas a ouvir o que dizem, sem guardar nada...

Eu não sou antipática, ou fria, eu tenho é pouca paciência para certas pessoas, exactamente, da mesma forma como muitas pessoas não tem paciêcia para mim, é um fenómeno recíproco.

Acho que este é o motivo pelo qual me interesso constantemente por novas pessoas, gosto de "explorar novas pessoas", saber o que pensam, como o pensam e porque o pensam.


Gosto de conversar, adoro conversar a uma mesa com a comida em frente, primeiro a entrada, a prova do vinho, o prato propriamente dito, pousar os talheres e falar mais um bocado, continuar a comer, beber um café e continuar com o copo de vinho... Sabe-me pela vida!

Já me fizeram o reparo: - à mesa és mais sociável! Ora, eu sou sempre sociável quando me sinto bem, e sentar-me a uma mesa com pessoas que gosto é sempre um acto prazeroso para mim.


Por isso, hoje vou jantar com dois amigos: Sharkman & La Gata, que não são esquisitos, não são novos, são amigos de toda la vida, já sei quase tudo o que eles pensam sobre a vida, sobre os outros e até sobre mim, sei o que fazem, como fazem, conheço-lhes o estilo, prevejo-lhes as atitudes (embora me surpreendam a cada dia que passa)!


Não vou descobrir nada novo, provavelmente não vamos ter nenhuma conversa interessante, só dizemos parvoíces, cusquices e malandrices, mas eu adoro-os e quando nos juntamos criamos uma atmosfera especial na qual o todo é maior que a parte que o constitui, esta é a bela e maravilhosa magia dos laços de Amizade entre as pessoas!
Aposto que vamos pedir três doses: uma pizza, uma massa à cabonara e uma massa de aroma a salmão com espinafres e camarão! Para variar um bocadinho, é que nem costumamos comer sempre a mesma a coisa...

2 comentários:

Mystic's disse...

Conseguimos mudar todos de prato e nao comemos nada do que pensei... alergia ao espinafre, essa é nova!!!

Gata Irrequieta disse...

Tinha de surpreender de alguma forma que isto de ser previsivel não tem piada...
Adorei o teu post. Sabe bem quando realmente nos conseguimos abrir ao mundo através d eum blog ou não?
Mesmo que sejam aquelas pessoas que procuram os desenhos de animais nocivos.
Não há maior sensação de liberrdade do que conseguir exprimir o que nos vai na alma...
É um prazer caminhar contigo e a teu lado, dar passos novos e outros na pegada que já está vincada na areia.
Até já querida amiga